Há algumas décadas, apenas os carros com os maiores motores eram sinônimo de potência.

Atualmente, não é bem assim. Com o passar dos anos e os avanços tecnológicos, a indústria do automobilismo adotou o downsizing. Já ouviu falar?

Trata-se de uma estratégia para reduzir o tamanho dos motores, com o intuito de promover benefícios em relação ao gasto de combustível, emissão de poluentes, desempenho e custo.

Os fabricantes começaram a considerar essas questões nos anos 1970, quando a crise do petróleo desencadeou algumas necessidades de regulamentações rígidas

Publicidade

No entanto, há quem ainda defenda que os carros com motores grandes serão sempre superiores em relação ao desempenho e também à estética.

Veja 7 dos carros com os maiores motores da história

Selecionamos alguns dos carros com os maiores motores já fabricados na história do automobilismo. Confira:

Lister Storm (7 litros)

O Lister Storm, de 1993, se tornou um dos carros com os maiores motores por conta do V12 da Jaguar, que surgiu pela primeira vez no E-Type em 1971, com 276 cv. Até então, o motor de 7 litros era usado apenas em seus carros de produção e de corrida.

O carro era capaz de ir de 0 a 97 km/h em 4,1 segundos e o motor entregava 553 cv. Com isso, o automóvel foi elogiado por seu desempenho, comportamento dinâmico e motor de alta rotação.

Porém, apenas quatro carros homologados para as ruas foram fabricados, já que o custo era bem alto.

Rolls-Royce Phantom II (7,7 litros)

Outro modelo da Rolls-Royce que compõe a lista de carros com os maiores motores é o Phantom II, considerado o principal veículo de luxo no começo dos anos 1930.

Seu motor tinha funcionamento suave e refinado. Para isso, ele tinha sete rolamentos principais e um cabeçote de cilindro fundido em alumínio. Além disso, contava ainda com ignição dupla, fruto da experiência da Rolls-Royce com motores aeronáuticos.

Chevrolet Suburban (8,1 litros)

O motor Vortec V8 de 8,1 litros, com 345 cv, faz parte somente dos modelos 2500HD e 3500HD da Chevrolet. São modelos mais pesados e também estão entre os carros com os maiores motores.

Com seu torque de 617 Nm em baixas rotações, também foi utilizado em em aplicações marítimas e para alimentar vários motorhomes grandes.

Por fim, como consumia muito combustível, ele parou de ser fabricado em 2006.

Dodge Ram SRT-10 (8,3 litros)

Entre os carros com os maiores motores, está também a Ram SRT-10, lançada em 2004. A picape da Dodge conta com motor V10 de 8,3 litros, que tem apenas duas válvulas por cilindro e naturalmente aspirado – o mesmo motor usado no modelo esportivo Viper.

A Ram SRT-10 tinha 507 cv de potência e podia atingir 248 km/h. Além disso, um modelo de cabine mais leve poderia ir de 0 a 97 km/h em 4,9 segundos e vinha com um câmbio manual de seis marchas.

No entanto, o Quad Cab de cinco lugares tinha apenas uma transmissão automática de quatro marchas.

Bugatti Royale (12,7 litros)

Há uma curiosidade sobre como o Bugatti Royale Type 41 se tornou um dos carros com os maiores motores. Com 12,7 litros, seu motor foi originalmente projetado para o Ministério da Aeronáutica da França, mas nunca utilizado.

A Bugatti, então, o aproveitou para seu carro de luxo. Ele tinha oito cilindros em linha e três válvulas por cilindro, produzindo 300 cv. Dependendo da carroceria instalada, o automóvel poderia atingir 160 km/h com ele.

Porém, foram produzidos só seis carros desse modelo, pois a manutenção era bastante trabalhosa e cara.

carros com os maiores motores
Foto: Bugatti Royale/ Arquivo

Cadillac Sixteen Concept (13,6 litros)

Esteticamente, o Sixteen Concept de 2003 trouxe de volta o charme dos anos 1920. Ademais, também no rol de carros com os maiores motores, ele pesava 2.270 kg e era capaz de produzir cerca de 1.000 cv.

Não apenas o motor tinha 32 válvulas, mas também vinha com o Active Fuel Management da Cadillac, que poderia desligar 8 ou 12 cilindros para economizar combustível.

The Beast (27 litros)

O motor aeronáutico Merlin de 27 litros definitivamente colocou o The Beast, da Rolls-Royce, no topo da lista de carros com os maiores motores. Ele nasceu a partir de um projeto do engenheiro Paul Jameson, mas foi John Dodd quem o finalizou.

O modelo único começou a ser fabricado no final da década de 1960 e é conservado até hoje, mas já passou por algumas reformulações (e também por poucas e boas). Um incêndio o consumiu em 1975, mas o carro passou por um longo processo de recuperação, voltando à ativa no começo dos anos 1980.

Ademais, o The Beast já apareceu no Guinness Book como o automóvel de estrada mais potente do mundo. Ele produzia 1.000 cv e podia alcançar tranquilamente 300 km/h.

Dodd foi seu único proprietário até falecer, aos 90 anos. Em 2023, os familiares venderam o carro em um leilão.

Leia também: Aplicativo gratuita para consultar placa do carro

Continue acessando o Consulte News.